5 dicas para melhorar seus métodos de cobrança.

Publicado em 14/05/2019

5 dicas para melhorar seus métodos de cobrança.

Dentre os diversos problemas que um negócio pode gerar, a inadimplência é um dos piores. Ofertar um produto ou serviço e não receber pelo pagamento acordado foge do ideal para manter e prosperar no ambiente empresarial.
Mesmo sendo uma situação extremamente desagradável, a inadimplência faz parte da gestão de negócio e cabe ao gestor a tarefa de lidar com ela da maneira mais eficaz e que garanta não só o recebimento devido como também a fidelização do cliente. Como? Aqui tem 5 dicas que irão lhe ajudar a melhorar a gestão de contas a receber dentro do seu negócio:

1. Não há nada de errado em cobrar!

O erro primordial que alguns gestores cometem é evitar cobrar para não gerar nenhum tipo de desconforto, tanto para ele quanto para o seu cliente. Acredite: não há nada de errado em cobrar! Se sua empresa concluiu a parte do acordo, é totalmente justo, legalmente inclusive, que você receba de acordo com o que foi combinado.

Se o principal problema é o desconforto, existem diversas abordagens para fazer as cobranças de maneira sutil sem perder a eficácia, saiba aplicá-las e livre-se desse tipo de barreira. Lembre-se: a gestão e crescimento do seu negócio dependem do seu contas a receber.

2. Programe-se: use a antecedência ao seu favor.

Antes mesmo de se preocupar com a cobrança de inadimplentes, é importante pensar em métodos que possam evitar a inadimplência. Estar sempre um passo à frente e usar a antecedência ao seu favor com certeza reduzirá o número de inadimplentes no seu negócio.

Que tal adotar estratégias com foco em lembretes para o seu usuário? Você pode enviar e-mails ou mensagens via celular lembrando que a data para o vencimento da prestação de serviço está se aproximando. Esta é uma forma sutil de relembrar o seu cliente sobre o compromisso firmado com a sua empresa. Aqui vale uma dica extra: cuidado com as repetições, enviar lembretes todos os dias não será benéfico para sua empresa, faça testes e adapte a frequência de lembretes de maneira que não fique maçante e repetitivo.

3. Conheça o comportamento do seu cliente.

Ainda pensando em antecipação, outro fator que certamente colaborará para evitar problemas com a inadimplência é conhecer o comportamento do seu cliente e mapear alguns hábitos de consumo dele com relação ao seu produto ou serviço.

Um exemplo simples: sua empresa oferece uma solução em sistemas com uma mensalidade fixa mensal. Analisando seus inadimplentes você verifica que existe um cliente que sempre se encontra na listagem, sempre efetuando o pagamento com 4 dias de atraso. Analisar esse tipo de informação o levará a um padrão de comportamento desse cliente - ele sempre atrasa o pagamento em 4 dias. Nesse caso que tal oferecer a ele uma alteração de data de vencimento que cubra esses 4 dias de atraso? Problema resolvido!

4. Ofereça vantagens e bonificações.

Criar incentivos para pagamentos na data prevista também é uma ótima forma de reduzir a inadimplência dentro da sua empresa. Você pode, por exemplo, oferecer descontos ou algum adicional no seu produto ou serviço para pagamentos antecipados ou até mesmo na data específica.

Esse tipo de ação a longo prazo criará um hábito muito saudável no seu consumidor, ao saber que ele receberá vantagens em realizar o pagamento na data correta existe uma grande chance dele repetir a ação nos próximos pagamentos, gerando justamente a fidelização do dele e o pagamento em dia.

5. Organize - se!

Uma última dica, porém não menos importante: organização é tudo. Nenhuma das dicas mencionadas acima irão ser efetivas se o seu gerenciamento de contas a receber estiver uma bagunça, com anotações confusas, prazos mal definidos ou planilhas desatualizadas.

Dessa forma, uma boa dica é adquirir um sistema de gestão empresarial que conte com um módulo de contas a receber eficiente. Assim, além de você conseguir automatizar todo o processo de contas a receber, será possível exportar relatórios para análises de comportamento e criar ações para combater a inadimplência.